19/01/2017

Como levar seu dinheiro para o intercâmbio


Faltando 15 dias para o meu embarque! Ai Jesus, Maria, José, haha... venho aqui fazer de um assunto muito importante e uma das principais preocupações de nós, intercambistas. O dinheiro, o money, a bufunfa... como levar, onde levar?

Se você, assim como eu, vai para a Irlanda, encontra aqui a quantidade miníma necessária para conseguir seu visto de estudante.

Cartão pré pago internacional


O famoso VTM (Vista Travel Money), é muito conhecido pelos intercambistas pela comodidade e segurança. Nele você carrega o valor desejado ainda no Brasil, na moeda do país escolhido. Também oferece a facilidade de poder ser carregado mesmo estando fora e acompanhar os gastos via extrato online. O VTM pode ser utilizado como cartão de débito, ele é aceito em milhões de estabelecimentos ou você pode realizar saques nos caixas eletrônicos do mundo todo.

Como nem tudo são flores, ao escolher esta forma, é preciso saber que existem taxas a serem consideradas, a cada saque é cobrado uma taxa que varia conforme a bandeira do cartão. Já ao carregar seu VTM sobre o valor total é cobrado 6,38% do IOF (Imposto sobre Operação Financeira). Não esqueça de contabilizar estes custos no seu planejamento financeiro.

Em espécie 

A vantagem em levar seu dinheiro em espécie é não pagar pelo IOF, você paga a taxa de câmbio no dia da compra e pronto. A desvantagem é precisar carregar tanto dinheiro com você, independente de qualquer lugar do mundo que você esteja, isto nunca é 100% seguro e você pode sair no prejuízo. Use a doleira para minimizar este risco e não fique contando seu montante de dinheiro a todo momento. Reserve pequenas quantidades em sua carteira.

Na Irlanda, é possível você trocar seu dinheiro por cheques assim que chegar, mas este é um assunto para outro post.

doleira

Uma dica para quem escolhe levar em cash é comprar aos poucos, para que assim, você possa acompanhar a variação da cotação do câmbio, deixar para comprar tudo de uma vez perto da viagem, é correr o risco de pegar uma cotação alta.


Cartão de Crédito

É a forma menos econômica, além do IOF de 6% que é cobrado em todas as transações, a taxa de câmbio cobrada na fatura é sempre maior do que a taxa que você paga na compra. No final, é uma diferença bem alta. Lembre-se que ao escolher esta opção, é necessário ligar na administradora do seu cartão para que eles liberem as compras internacionais.

Se eu pudesse lhe dar um conselho (na real vou dar), não leve todo o seu dinheiro em uma única opção. 

15 dias, coração na boca e quase tudo resolvido em relação a esta parte financeira! Só vem...

0 comentários:

Postar um comentário